Hey! Meu nome é Lenita Bodart, tenho 19 anos e sou uma amante da fotografia. Gosto de imagens de todos os tipos, das mais simples e clichês até as mais bizarras. Aqui irei postar algumas fotos que tenham me chamado atenção e as vezes até alguns pensamentos que me remetem à ela.
Divirtam-se :D


SobreVivendo
Home
Ask me
Créditos
Archive

« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 »











Era pra ser só amizade, mas como gosto de complicar, acabei me apaixonando.

Era pra ser só amizade, mas como gosto de complicar, acabei me apaixonando.



I’m falling love with you s2

I’m falling love with you s2



É, eu implico mesmo, bagunço seu cabelo, dou peteleco na sua orelha, aperto sua “barriguinha saliente”, puxo seu cabelo da perna, te chamo de apelidos engraçados e muito, mas muitos mais! Eu sei que às vezes você fica p@!%$ da vida com isso, mas pra falar a verdade eu acho até que faço tudo pra meio que chamar a sua atenção e você ter a certeza absoluta que eu existo e fico ali do seu lado o tempo todo. Eu sei que você sabe que eu existo, afinal somos muito amigos, sempre estamos juntos realmente. Mas não sei… é uma coisa meio diferente, uma vontade de ser notada por você, uma vontade de ficar perto de você mais, mais e mais. Uma  vontade de te tocar, de te fazer carinho…Juro, eu juro mesmo que não queria que essas coisas passassem pela minha cabeça (tá, e no coração também) mas acontece e tá acontecendo comigo. Não queria que mudasse, queria que continuássemos nos comportando como sempre, desde quando nos conhecemos, mas as coisas estão mudando, eu mudei e você também. Não sei o que parte de você direito, mas de mim sai um sentimento maior que amizade, um sentimento que eu luto contra todos os dias, acredite! Não por achar que você “não me merece” mas por ter medo de arriscar, medo que tudo mude muito e pra pior, medo de perder sua amizade pra sempre. Às vezes eu queria viver o que sinto mas às vezes penso que é melhor não, deixar do jeito que tá. É muito difícil pra mim, caso você ache que é mentira, mas eu nunca admiti, nem pra mim mesma, sobre isso tudo que acabei de falar. É, eu sei, falei, falei e falei e não cheguei a lugar algum com isso, mas desabafei.
Lenita Bodart

É, eu implico mesmo, bagunço seu cabelo, dou peteleco na sua orelha, aperto sua “barriguinha saliente”, puxo seu cabelo da perna, te chamo de apelidos engraçados e muito, mas muitos mais! Eu sei que às vezes você fica p@!%$ da vida com isso, mas pra falar a verdade eu acho até que faço tudo pra meio que chamar a sua atenção e você ter a certeza absoluta que eu existo e fico ali do seu lado o tempo todo. Eu sei que você sabe que eu existo, afinal somos muito amigos, sempre estamos juntos realmente. Mas não sei… é uma coisa meio diferente, uma vontade de ser notada por você, uma vontade de ficar perto de você mais, mais e mais. Uma  vontade de te tocar, de te fazer carinho…Juro, eu juro mesmo que não queria que essas coisas passassem pela minha cabeça (tá, e no coração também) mas acontece e tá acontecendo comigo. Não queria que mudasse, queria que continuássemos nos comportando como sempre, desde quando nos conhecemos, mas as coisas estão mudando, eu mudei e você também. Não sei o que parte de você direito, mas de mim sai um sentimento maior que amizade, um sentimento que eu luto contra todos os dias, acredite! Não por achar que você “não me merece” mas por ter medo de arriscar, medo que tudo mude muito e pra pior, medo de perder sua amizade pra sempre. Às vezes eu queria viver o que sinto mas às vezes penso que é melhor não, deixar do jeito que tá. É muito difícil pra mim, caso você ache que é mentira, mas eu nunca admiti, nem pra mim mesma, sobre isso tudo que acabei de falar. É, eu sei, falei, falei e falei e não cheguei a lugar algum com isso, mas desabafei.

Lenita Bodart



O lance de ”pegar e não se apegar” é visto por muitos como algo vulgar. No meu ponto de vista, só significa evitar decepções futuras.

O lance de ”pegar e não se apegar” é visto por muitos como algo vulgar. No meu ponto de vista, só significa evitar decepções futuras.



Eu sei que é complicado lidar comigo, mas não desiste de mim, tá?

Eu sei que é complicado lidar comigo, mas não desiste de mim, tá?



arpeggia:

Daeng Buasand
Write Life oil on fabric covered foam, Japan clay, wood 126 cm., 2010  

arpeggia:

Daeng Buasand

Write Life
oil on fabric covered foam, Japan clay, wood 
126 cm., 2010  



"Me diz;
Que mulher não gosta de um clichê.
De um beijo na testa.
De um “amo você”.
De ir na casa dela ao invés de ir numa festa.
De abraço,
De beijinho,
De criar laço,
De ganhar carinho.
Toda mulher gosta do que faz bem.
Do que traz amor
Do que traz você." 

(via ithyla)

(Source: s-e-j-a, via ithyla)



Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja teu companheiro. Apaixone-se por alguém que sente sua falta e que queira estar com você (…)”— Tati Bernardi.

Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja teu companheiro. Apaixone-se por alguém que sente sua falta e que queira estar com você (…)”
— Tati Bernardi.



Quando estou com raiva, sou fria. Quando estou com ciúmes, sou irônica. Quando estou triste, sou quieta. 



“Se eu tivesse tomado um atalho, uma rua estreita qualquer, que tipo de pessoa eu teria me tornado? Não sei. Mas gostaria muito de saber. Pelo retrovisor, vejo todas as pessoas que eu poderia ter sido e não fui.”
— O Teatro Mágico.

“Se eu tivesse tomado um atalho, uma rua estreita qualquer, que tipo de pessoa eu teria me tornado? Não sei. Mas gostaria muito de saber. Pelo retrovisor, vejo todas as pessoas que eu poderia ter sido e não fui.”

— O Teatro Mágico.